TERRAMAX Capacitação e Treinamento

segunda-feira, 24 de junho de 2013

Destruir para Construir

Reforma


A diferença entre construir do zero e ampliar uma casa é que aquilo que você achava que já tinha, passa a não ter. Construindo do zero, não se sente essa angústia. A nossa casa que até então servia de área de lazer nos finais de semana, virou um terreiro em obras, quase um cenário de guerra.

Antes/Durante a Obra

Um grande detalhe do tijolo solo-cimento: quase não produz entulho. Eu removi duas paredes, oitões, todos os pilares e não chegou nem a uma caçamba cheia! Alguns dos tijolos conseguimos até aproveitar, pois foram cuidadosamente descolados das paredes que desmontados...isso mesmo, desmontamos, essa é a grande diferença para a alvenaria convencional, cujo verbo mais adequado seria demolir. Quem já fez reforma sabe o quanto de entulho uma obra convencional produz.

Assim iniciou-se a obra, na primeira semana já foi colocado terra em tudo, dentro da casa e também fora, onde percebemos que os 40 cm não tinham sido atingidos, até porque com o tempo e a compactação, a altura baixou. Logo, mais caminhões foram precisos e o trabalho de compactação foi intensificado.

Início da obra em 12/04/2013
Início em 12/04/2013



sr. Camilo e o sapo (compactador de solo)
Sr. Camilo foi o pedreiro contratado para a construção

Como a área construída era pequena, foi mais fácil adaptar os espaços atuais ao que queríamos como novos na casa final. O que era sala na casa "antiga", está sendo transformada em cozinha; a antiga cozinha se transforma aos poucos em área de serviço e o conjunto quarto+banheiro seria mantido, só que na configuração de suíte. 

Haverá mudanças de janelas e portas nessas alterações previstas e isso será importante detalhar como bem recordou a Aline do blog Feita de Bem, pois isso é visto como calcanhar de aquiles da alvenaria estrutural. Detalharei isso depois. Nessas intervenções que fizemos, optamos por remover duas paredes por completo, pois elas foram concebidas para serem removidas algum dia no projeto do ex-proprietário. Dessa forma, apresentavam poucos grouts, amarrações e cintas. Até por isso optamos por tirar, pois apenas uma delas era mandatório remover, mas a outra (da janela) ficou praticamente solta.

Alvenaria removida
As duas paredes que foram removidas
Aterro interno
Parece assustador, não? E é!


Com a compactação o visual foi melhorando aos poucos.




  





Em 12 dias corridos de compactação, chegamos ao final dessa etapa antes do início da fundação:


Note a altura da janela antes de concretar. Esse platô ficou tão compactado que ficou difícil até cravar uma estaca nele, mesmo usando a marreta. Foi muito bem executado pelo sr. Camilo e o seu ajudante Felipe.






Se desejar navegar por todos os posts sobre o tema Reforma, use os marcadores na lateral direita do Blog e encontrará o marcador: http://www.tijolosolocimento.com.br/search/label/Reforma ;)





Nenhum comentário:

Postar um comentário