TERRAMAX Capacitação e Treinamento

terça-feira, 25 de junho de 2013

Fundação

O Grande Passo na Construção


Depois da preparação do solo, é chegada a hora de estabelecer a fundação da construção, etapa primordial para que tudo corra bem.

Existe uma infinidade de tipos de fundação no atual paradigma da construção civil, sendo que dois modelos são mais comuns e aplicáveis nesse tipo de obra utilizando tijolo solo-cimento (ecológico): viga baldrame e Radier. Não pretendo entrar nos detalhes de cada método, pois me faltaria bagagem técnica para explanação. Vou apenas ilustrar o método que escolhemos e os benefícios que notei dessa opção.

Radier

O método denomidado Radier consiste em uma laje de concreto armado por toda a área da construção, onde se apoiam as alvenarias e dessa forma, é distribuído todo o peso por essa plataforma. Ao contrário da viga baldrame, que por sua vez só apresenta a viga exatamente aonde haverá a alvenaria, o Radier servirá de contrapiso para a casa toda.

É comum se utilizar Radier em construções com tijolo solo-cimento (ecológico) devido ao fato da alvenaria com esse tijolo ser mais leve que a alvenaria comum. O Radier por ser uma fundação rasa, é mais indicado para casas térreas, uma vez que isso favorecerá a economia que essa opção pode trazer.

Em se tratando do solo úmido da região de minha obra, a opção do Radier fez ainda mais sentido pois o nível do lençol freático é alto, ou seja, com pouca profundidade de escavação já se encontra água, o que tira a resistência do solo e dificulta a utilização de brocas para sustentação das vigas. Segui então para aquilo que me pareceu mais viável pratica e economicamente, sempre com o embasamento técnico do sr. Carlos Fachinelli responsável pelo projeto.

O que acabei notando depois é que, com o Radier executado, fica mais fácil a modulação/posicionamento da alvenaria. Está tudo concretado, logo ficam mais claros os espaços e há também o benefício de uma obra mais limpa, dado que dentro da área da casa não há contato com a terra/lama.

Como desvantagem, há a forte dependência da correta marcação dos pontos de esgoto e eventuais tubulações hidráulicas ou elétricas que tenham sido definidas sob o contrapiso. Toda tubulação de esgoto deve estar instalada e deixadas as esperas para posterior conexão na altura da alvenaria. Não há margem para erros. Outro ponto a se considerar é que o custo do concreto usinado é grande, muito embora até possa ter economizado na opção do Radier, o gasto foi concentrado todo de uma vez só na contratação das betoneiras e da bomba para bombear o concreto por toda a extensão do lajedo.

Vamos fotos:

Início das escavações das vigas e sapatas para amarração do Radier - 04/05/2013 
Com a compactação que foi feita, o trabalho de abrir as valas não foi fácil
Em 11/05/2013 já haviam aberto praticamente todas as valas para vigas e sapatas




Logo depois começa o trabalho de montar a armação com a ferragem. Utilizamos malha dupla para evitar rachaduras e aumentar a resistência. Também colocamos uma lona sob a terra para ajudar na cura do concreto usinado, segurando a umidade e impedindo que ela fuja para o solo. O ideal seria uma camada de brita antes, o que ajudaria no nivelamento, mas acabei suprimindo essa etapa por acreditar que não houvesse grandes prejuízos.

As malhas espalhadas (faltava mais uma para fazer dupla) e a ferragem nas vigas de amarração


As esperas de esgoto já todas posicionadas, por debaixo da malha

Nos limites do Radier pedi que fosse feito uma viga de 40 cm de profundidade e foi usado vergalhão de 1/2

Conduítes/corrugados que por ventura passarem pelo contrapiso já precisam estar posicionados antes da concretagem
As malhas ao fundo que seriam colocadas junto com o concreto para formar a dupla malha
Detalhe da sapata

Com isso, já estava tudo pronto para receber o concreto usinado, o que veremos no próximo post!


4 comentários:

  1. Solicito a gentileza no esclarecimento, se possível...:

    Como ampliar minha casa com estrutura radier?
    Posso ampliá-la utilizando estrutura convencional?
    Ou então deve obrigatoriamente usar radier também?

    Atenciosamente,

    Flávio Adriano.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Flávio,

      Você pode usar tanto o radier, como viga baldrame, isso depende mais do solo onde está construindo do que do tijolo. Nesse ponto não faz a menor diferença para o modelo convencional.

      O grande lance é fazer as devidas amarrações entre a fundação antiga com a nova. No meu caso, a fundação da casa menor era tijolada, em profundidade. Fiz brocas na intersecção com a construção nova e onde partia o radier, fiz vigas e amarrações com ferragem.

      A escolha do radier se deu por causa do meu terreno úmido/pantanoso. Ao cavar brocas com mais de 2 metros, temos água e pouca sustentação no solo. Mas nada impede continuar usando o tipo de fundação que há já na sua casa, mais comumente usam brocas e vigas corridas pelo perímetro da casa.

      Obrigado!

      Excluir
  2. Boa tarde, meu nome é Luiz e vou começar minha construção com tijolo solo cimento, e sua publicação esta me ajudando muito. To tirando todas as dúvidas lendo sua publicação. Legal o passo a passo da sua obra.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Luiz, fique a vontade, espero que faça tire proveito.

      Excluir