TERRAMAX Capacitação e Treinamento

sexta-feira, 4 de novembro de 2016

O Porque de Tudo Isso!

O Que Nos Traz Aqui


Não que eu tenha sentido necessidade de justificar algo, mas acho que cabe contextualizar o que me trouxe até aqui.

Não sei se fica claro, mas eu não sou um ferrenho defensor do tijolo solo-cimento (ecológico) e nem um adorador cego, entusiasta vislumbrado. Minha maior preocupação aqui é ser imparcial, honesto e sincero sobre toda a minha realidade e experiência com esse paradigma.

Eu cheguei até aqui por acaso, em um capricho do destino, por uma questão de oportunidade. Quando comprei aquela casinha lá do segundo post do Blog do Tijolo Solo-cimento, comprei junto uma ideia, uma alternativa e uma oportunidade. Aliás essa oportunidade, esse potencial é que foi o determinante na minha escolha. Aquele era o conjunto casa/terreno com maior potencial dentro do meu objetivo de uma casa própria com bastante espaço, área verde e liberdade.

Mal sabia eu o que viria a seguir, pós assinatura dos contratos. Não era intensão inicial já começar uma obra, nunca morar até então e se embrenhar nesse mundo da construção estrutural usando tijolo solo-cimento. Mas as decisões e escolhas que vieram depois me levaram a mergulhar fundo nesse paradigma tão controverso e diferenciado. Não que uma obra comum teria exigido menos, mas a especificidade dessa obra criou complicantes e determinantes que culminaram na história que esse Blog documenta.

Primeira coisa que precisa ficar clara: não tenho interesse comercial, não obtenho nenhuma vantagem, lucro ou qualquer recurso através desse Blog e não tenho qualquer vínculo com fornecedores, prestadores de serviço, consumidores ou quem quer que seja da cadeia de produção do tijolo solo-cimento. Tenho até o momento 204.798 visitas contabilizadas desde 06/2013, o que dá uma média de 5000 visitas mês. E isso só cresce, pois hoje temos mais de 8000 visitas por mês, número bastante razoável para um blog de layout simples, conteúdo direcionado e nenhuma campanha de divulgação.



As pessoas chegam até aqui por meio de buscadores, atrás de informação sobre o método, buscando esclarecimento, conhecimento, solução de problemas, comparativos e subsídios para embasar suas decisões de adotar ou não o tijolo. Nunca fiz e nem nunca vou fazer nenhum lobby sobre o tijolo, ninguém vai encontrar aqui recomendações minhas para que se use o tijolo, nada que defenda esse produto como superior ou inquestionável. Repito: não ganho nada com isso e nem tenho interesse de.

O Blog nasceu de uma aflição minha em colocar para fora as angústias de uma obra, pois escrever sobre ajudava a tirar um pouco daquilo que transbordava dentro de uma mente inexperiente e transtornada pela complexidade de uma reforma. Também era uma maneira de retribuir da mesma forma que contei com diversos outros sites e pessoas que me ajudaram a entender melhor tudo isso. Hoje, na minha forma de ver, tenho - sem pretensão - um papel primordial na documentação, divulgação dos detalhes e aspectos da construção usando o tijolo solo-cimento. Ao menos na região, profissionais, fornecedores e até clientes de construções sob o paradigma conhecem meu Blog, já tiveram contato e obtiveram informações daqui, tiraram proveito de todo o esforço investido aqui. Tenho estabelecido contatos internacionais (Índia por exemplo) de interessados no tijolo. Criei um ponto de referência nesses quase 4 anos de publicações sobre o tema...esse é sim meu mérito, inquestionável!

Durante esse tempo todo eu tentei algumas parcerias sim, na angústia de conseguir terminar a obra e estabelecer vínculos que contribuíssem com isso. Mas por conta das minhas posições e opiniões, ouvi de personagens importantes do cenário nacional do tijolo solo-cimento, de que eu não contribuo para que sejam fechados negócios e que minhas opiniões aqui manifestadas divergem do que acreditam eles. Pois bem, se é uma questão de opinião eu lhes digo que as minhas são convicções construídas a partir da observação, informação e análise crítica de toda a experiência que obtive nesse processo. Além disso, certamente eu contribuo com o paradigma, pois mesmo que não esteja envolvido diretamente na negociação, os clientes de muitos desses fornecedores vão acabar vindo aqui, ler meus textos, obter informações e formar sua própria massa crítica sobre o tijolo.

O que tenho para oferecer hoje é uma visão própria e embasada do método, que apesar de ainda em constante formação, já tem material suficiente para auxiliar os leitores a tomarem suas próprias decisões, sem tendencialidade, sem ser parcial, sem interesses escusos ou de qualquer natureza. Espero sinceramente que façam bom proveito do material disposto aqui e formem seus conceitos de maneira independente, pois o que me serve bem pode não ter serventia nenhuma para você, mas certamente a informação e transparência sobre o assunto ajuda a decidir pelo certo. Estou bastante certo e convicto do meu papel, da minha contribuição e do meu trabalho bem feito. Essa é minha maior recompensa!


E você, o que te traz até aqui? Qual sua opinião sobre tudo isso? Compartilhe comigo nos comentários ;)


2 comentários:

  1. Olá!! O que me traz aqui é o sonho de ainda construir com tijolo ecológico. Em 2012 comecei o projeto da minha casa e me encantei com esse método construtivo. O tempo passou, em 2014 me mudei para Santa Catarina e engavetei tudo. Hoje estamos começando novamente a fuçar sobre isso. Achei seu blog e colei nele...rs... no interior de SP era mais fácil,conversando com um amigo pedreiro aqui,ele me disse que não querem que esse sistema dê certo por aqui... mão de obra não tem,o preço é muito alto e parece que não conseguiram conciliar a fórmula com a umidade local. Moro no litotal, os tijolos são ruins... vi num post antigo que vc planilhou seus custos. Você ainda disponibiliza sua planilha? Se puder,gostaria de consultá-la. Corsino.val@gmail.com você conhece fornecedores na região de Floripa?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Val, acredito ter te respondido por email. Só registrando aqui para não ficar sem resposta. Abraço.

      Excluir