TERRAMAX Capacitação e Treinamento

sexta-feira, 21 de junho de 2013

Preparando-se para o Enfrentamento

Como Enfrentar o Caos


Imagem do blog George Arribas, Um Cantinho de Humanidade

O temor que uma obra gera, dispensa apresentação. Sempre se encontra algum conhecido que tem uma história tensa a contar sobre isso. Se você se dispôs a construir ou reformar, já tem ideia de que vai ter que enfrentar isso. Agora existem lembretes a se fazer, ações e condições a se assumir, para tentar evitar que você perca a sanidade mental durante o processo.

Objetivo:

Mais global do que as metas, é necessário ter um objetivo sólido e claro quando se inicia uma obra. Custos, prazos e anseios nem sempre são atingidos como se espera. Portanto, associar muitos planos com o término da obra, tornar seu objetivo grande demais ou não ter a clareza exata de aonde se quer chegar e quanto isso vai lhe custar (em moeda saúde, vida, tranquilidade, etc), pode não acabar bem.

Cada um tem seus motivos pessoais para se empenhar em um projeto como esse, mas cobranças internas ou externas exageradas, planos interlaçados que ficam na dependência do término da obra (a exemplo de um casamento) e excesso de comprometimento quase sempre adicionam pressão demais em cima dos envolvidos e não é raro no meio do processo esquecer  o motivo (ou justificativa) de tanto sofrimento e stress.

Transformando seus sonhos e anseios em um objetivo prático e claro, por maiores que sejam os medos e limitações, haverá motivos suficientes para alimentar a determinação de se concluir o projeto, por mais cansativo e ingrato que seja por alguns (vários) momentos.

Metas:

São elas que vão manter você com os pés no chão e motivado. O caminho que vejo como ideal, para toda grande conquista, é traçar metas parciais para se alcançar. Assim você divide o problema em partes menores, reduzindo a complexidade por etapas. Há também a questão financeira, a maioria das pessoas que se propõem a construir passa por dificuldades financeiras e não tem recursos infindáveis para investir na obra sem preocupação. Se seu orçamento é apertado, traçar as metas parciais servirá também para otimizar os gastos e garantir certa segurança de que, ao menos aquele objetivo, você consegue alcançar. E um objetivo por vez, é muito mais fácil. Cabe a analogia de uma escada para o cume: um degrau de cada vez.

Na minha obra por exemplo, dividi em algumas metas parciais tais como: terraplenagem, fundação, reforma (adaptação da casa existente), construção bruta (sem acabamento), acabamento, área externa, área de lazer. Quando me deparei com o problema todo (que vou detalhar posteriormente), tive medo de não conseguir resolvê-lo. Quando dividi as coisas e passei a me preocupar com cada objetivo por vez, focando primeiro na terraplenagem por exemplo, as coisas foram fluindo e vejam só, estou na etapa da construção bruta (e devo conquistá-la em breve). Se não terei dinheiro para o acabamento, se em volta da casa ficará tudo lama e mato, se vai me faltar a área de lazer, etc, isso tudo ficou periférico e de menor importância. Foco agora é terminar a alvenaria e cobrir a casa - construção bruta.

Psicológico:

Esse item certamente deveria ser escrito por alguém mais gabaritado. Uma porque eu sou Engenheiro e outra porque vivo uma pilha de nervos por causa da obra, então falar sobre controle emocional vai parecer demagogia.

De qualquer foma, vou tentar contribuir meus 20 centavos. Eu li num blog o qual não achei mais a referência para colocar aqui: "durante uma obra/reforma, que por si só já é uma grande mudança, evite outras grandes mudanças como troca de emprego, relacionamento, etc". Achei graça, mas acabei percebendo que o momento é tão tenso que realmente faz sentido. Claro, ninguém tem o poder de escolher o momento certo para tudo, mas talvez valha a pena ponderar se acrescentar mais criticidade no seu dia-a-dia, vai funcionar ou pode colocar tudo a perder.

Esse mesmo blog até falava que uma obra tinha potencial para acabar com um relacionamento com facilidade ou te fazer perder o emprego, o que de fato é verdade. Por mais tranquilo que seja, obra é nitroglicerina pura. Ânimos exacerbados, stress no limite, cansaço físico e mental. Se não se cuidar, se não tiver muito claro na cabeça o motivo pelo qual entrou nessa e a consciência de que vai sair - mas precisa sair vivo e bem, algumas coisas podem ficar pelo caminho ou até perder o sentido.

Determinação:

Associado ao item objetivo, vejo a determinação como ingrediente principal para o sucesso de uma obra. Num caldeirão de sonho, medo, anseios, dificuldades e limitações, o mais importante de tudo é, com todos os cuidados acima, ter determinação para enfrentar o desafio e construir sua casa.

Seria muito mais fácil comprar pronto. Eu vivo pensando nisso aliás. Tive a chance de comprar uma casa por bem menos do que vou gastar no final das contas e já estar nela, morando tranquilamente com minha família, a pelo menos 1 ano. Seria a solução de algumas das minhas necessidades? Sim, seria com certeza. Mas satisfaria nosso sonho? Seria o nosso projeto, a nossa casa, com nossa cara e da forma como imaginamos cada item? E daqui 10 anos, estaria me atendendo ainda?


Eu tive um sonho junto a minha família. Nele estava nossa casa como sempre quisemos, nossas vidas estavam sendo projetadas nas paredes e nosso futuro cabia perfeitamente em cada ambiente. Não era um paraíso de perfeição, mas significava um grande sorriso no rosto de cada um dos meus familiares e amigos. Quando acordei, sabia exatamente o que eu queria e tive a certeza de que conseguiria. Acredite você também!

Local do meu sonho!


2 comentários:

  1. Realmente, quando decidimos construir ou reformar, vc deve ter uma boa determinação e calcular e programar cada etapa e em mente de que erros podem vir, mas que temos que ter o minimo deles.
    Eu sempre indico a todos os meus amigos, se vc tem um terreno construa aquilo que te agrada, não compre pronto.. pq quando vc estiver morando vai surgir outras necessidades. E pelo custo de imoveis em brasilia e entorno acaba sendo melho construir, pois aqui tudo é muito caro.
    Wagner esse seu sonho já ta acontecendo!
    Não esqueci de medir a escada!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É isso aí Aline. Para tudo na vida, existem vários caminhos. Nem sempre o mais fácil é o mais interessante e nem sempre o mais difícil, é quase impossível. Fizemos uma escolha que só vai se mostrar acertada ao longo do tempo, mas o prazer que ela proporciona é a recompensa por toda a dedicação que colocamos nesse sonho, além de nos incentivar a continuar batalhando para ver tudo que imaginamos de pé!

      Obrigado! Meça quando puder, não tem urgência nenhuma.

      Excluir