TERRAMAX Capacitação e Treinamento

terça-feira, 3 de setembro de 2013

Pranchas (Telhado 2)

Surfando a Ideia do Telhado


As enormes pranchas das varandas estão sendo colocadas, assim como algumas vigas dos oitões. É um trabalho pesado, foi necessário aumentar a equipe para que o serviço fosse feito de forma segura.

O resultado está sendo bem agradável pois a cada peça no lugar, a imaginação evolui para tentar prever o resultado final. O trabalho deve evoluir ao longo da semana para o vigamento, depois para as ripas e em algum momento, telhas.

As pranchas de 8 x 35 realmente estão conferindo imponência e robustez ao telhado, como havia previsto. A madeira combina muito com o estilo da construção, que tende ao rústico. Será essa a temática em tudo, até nos móveis. Desejamos manter a imagem de uma sede de fazenda, com móveis rústicos de madeira nobre (ainda que apelemos para MDF imitação...rs), iluminação valorizando os pés direitos altos e o forro de lambril, onde existir. Boas idéias não faltam! Acredito que o telhado está seguindo essa linha muito bem.

A prancha recém colocada
Optamos por somente encostá-las umas nas outras, no apoio acima das colunas. Assim não perderíamos medida com recortes e a fixação é feita por chapas perfuradas parafusadas na junção entre as pranchas

Também usaremos massa para calafetar madeira (F12 ou Sayermassa) nas juntas das pranchas. Essa massa foi comprada na tonalidade da madeira que recebemos
A varanda lateral
Beiralzão de 1 metro. Decisão mais certa que tomamos!
Detalhe do entalhe/ponteira da prancha que o sr. Camilo sugeriu fazermos. Até que gostei, quebra um pouco o padrão de linhas que a prancha e a alvenaria confere.

Depois de tudo montado ainda vamos "esconder" o apoio da prancha no pilar com a face do tijolo cortado, como se a prancha estivesse embutida na alvenaria. Volto a detalhar isso quando pronto.

Agora é acelerar para cobrir antes do fim do inverno e início do período chuvoso. Até agora o prazo tem sido adequado, nem rápido demais, nem atrasado. Iniciamos em 12/04, estamos caminhando para 5 meses completos e muito embora o cronograma fornecido pelo empreiteiro era bem mais agressivo, acredito estarmos de acordo com o que imaginei no princípio.




Nenhum comentário:

Postar um comentário