TERRAMAX Capacitação e Treinamento

sexta-feira, 13 de setembro de 2013

V da Vitória

Pequenos Detalhes, Grandes Significados


Uma das coisas mais certas que fizemos foi contratar alguém capacitado para elaboração do projeto. Essa pessoa é o sr. Carlos Fachinelli, que já citei aqui outras vezes e não por acaso postei em primeiro lugar na página de Fornecedores.

Com certeza tivemos e estamos tendo ajuda de muitas pessoas para que a obra seja executada e se torne uma casa bem construída. Mas se existe uma pessoa que fez nosso sonho ganhar formas e realmente sair do papel, essa pessoa é o sr. Carlos.

Com vasta experiência, enorme visão, sincero e simples, sua contribuição para nosso projeto é indiscutível. Temos hoje uma casa de pé que saiu de um projeto muito bem pensado, solucionando todos os problemas e superando amplamente nossas necessidades e expectativas. Não sei se nossa satisfação seria tamanha com outro projeto, outro responsável. Devemos a ele todos os elogios e admirações que nossa casa têm despertado nas pessoas e ainda vamos agradecê-lo muito pela usabilidade que essa casa vai proporcionar a nós moradores.

Mas estou citando ele, não pela usabilidade, não pela inteligência e nem pela eficácia do projeto - todos quesitos comprovados. Estou citando pois ele foi além do senso comum e colocou charme em detalhes que não teriam de outra forma. Um desses detalhes é o vazado em "V" na parede frontal que divide os dois telhados das varandas.

A função desse "V" é reduzir a resistência do topo da parede com relação as correntes de vento que poderiam ser ensacadas nessas parte do telhado, uma vez que ele segue a altura da caixa d'agua e dos pés direitos. É uma parede bastante alta, 6,20 m de altura, com certeza iria sofrer muito ao longo do tempo, especialmente com ventos do norte. Não discutimos isso, sequer passou isso pela minha cabeça e imagino agora que soluções existiriam várias. Mas quando nos foi apresentado o projeto arquitetônico, ele veio mostrando o "V" e já salientando que era marca registrada nos projetos dele, decidimos que nunca iriamos mudar aquela solução. Aquela parede vazada conferia o requinte, o algo a mais que a casa pedia, para se destacar e diferenciar das demais casas do local, sem que fosse necessário alguma mirabolância ou invenção de moda. Era necessário, adequado, bonito e de muito bom gosto. Daquelas coisas que você viveria sem, aceitaria normalmente qualquer outra solução, mas uma vez imaginado, difícil de ser ignorado.

E não houve nada e nem ninguém que me fizesse mudar de ideia. Já fiz, ao longo do tempo, diversos planos para iluminação e realce desse lugar, algo que farei de um jeito ou de outro, tendo dinheiro ou não. Mesmo vendo certa resistência do pedreiro e a dificuldade real de se fazer um recorte desses na alvenaria, seguiremos em frente.

A ideia:



O projeto em detalhe:


A execução:

09/05/2013
05/09/2013
08/09/2013
O pedreiro sr. Camilo acabou fugindo do projetado, em prol de uma maior facilidade em cortar as arestas inclinadas posteriormente. Dessa forma, com uma escada de tijolos ficou mais fácil cortar os topos para dar o acabamento linear à parte inferior do "V". 

No respaldo acima do vazado, ficou definido utilizarmos tijolos do tipo canaletas preenchidos com concreto e ferragem para dar firmeza e amarração a parede, acima do vão e por toda sua extensão.

10/10/2013
10/10/2013
Concluído:

11/09/2013

11/09/2013

11/09/2013
11/09/2013

Por hora, o que falta é colocar um rufo em cima e nas arestas do "V", quem sabe dar acabamento com uma massa fina também para facilitar a fixação do rufo.

Inicialmente, por condição financeira, deixaremos em tijolo aparente como o resto da casa. Mas o plano futuro é revestir toda essa parede com pedra palito/filete São Tomé ou Canjiquinha. Assim quebramos o padrão do tijolo a vista e destacamos ainda mais essa parede. Com uma iluminação do tipo uplight, partindo do chão, ficará ainda mais cheia de estilo. O "V" poderá também ser iluminado e nos dias de festa imagino que fará sucesso.

Essa é nossa cereja no bolo, aquele detalhe que não muda muito o dia-a-dia da casa, mas gera aquela vontade de admirar a casa todos os dias, por mais acostumados e acomodados que fiquemos com tudo isso. Significa muito agora, sempre que nos perguntarem, teremos motivos de sobra para dizer que é o V da vitória que foi planejar e construir essa casa!


Nosso sincero obrigado sr. Carlos, essa VITÓRIA também é sua!



3 comentários:

  1. Ótimo texto, ótimo projeto... Não se podia esperar menos de você. Parabéns pelo trabalho Wagner!

    ResponderExcluir
  2. Respostas
    1. Valeu Marcelo! Viu aí as barras roscadas na parede nas duas primeiras fotos? É onde parafusamos a viga onde os caibros repousam.

      Excluir