TERRAMAX Capacitação e Treinamento

sexta-feira, 28 de junho de 2013

Subindo a Alvenaria

Ganhando forma


Primeira fiada assentada, como disse no post anterior, a velocidade dos demais assentamentos é muito maior. Utilizando-se de cola PVA (cola branca), vai sendo montanda a alvenaria com extrema facilidade. 

Há sim outras opções para assentar o tijolo, como uma argamassa própria e bem fina por exemplo, mas a cola é suficiente e amplamente adotada. Com ela não há fenda entre uma fiada e a superior, facilitando o nivelamento e ajudando na aparência final, quando for feito o rejunte. Comprei a cola em barrica de 50 kg, ainda não sei precisar o rendimento, mas até o final da obra vou ter essa ideia. Fui até Indaiatuba buscar essa cola na Carbominer Cargas Minerais, fui bem atendido por lá e foi o melhor preço que encontrei.


No assentamento das próximas fiadas, mantêm-se a preocupação com o nível e esquadro, começa também a preocupação com o prumo. Também surgirá o momento de recortes para embutir caixas e pontos de luz, conexões hidráulicas, etc. Para quem é extremamente detalhista como eu, mais tensão. 

O grande problema de uma obra de uma obra de tijolo aparente para alguém assim é que qualquer detalhe faz toda a diferença. Para dar um exemplo, para mim é importante que o recorte para as caixinhas de luz fiquem sempre na mesma posição do tijolo. Se foi feita no meio entre dois tijolos, em todos os locais quero que seja feito assim. Pode ser doença isso, alguma síndrome (TOC talvez), mas eu sou assim, gosto de tudo obedecendo algum padrão, seja lá qual for. Nisso você acaba sofrendo por antecipação, se cobra demais e repassa a cobrança para o executor da obra. No final das contas, por mais capricho que exista, coisas saem fora do planejado e é melhor se (me) acostumar com isso.

De qualquer forma, o trabalho tem sido bem executado. O trabalho com as caixas de luz por exemplo, me satisfez. Escolhi usar caixinhas ao contrário da maioria das outras obras que vi, onde optam por não usar caixinha e até mesmo conduíte, uma vez que o furo do tijolo realmente oferece proteção e arrefecimento da fiação, além de ser muito mais prático somente furar o tijolo já assentado com uma serra copo e colocar buchas depois para fixar os espelhos de luz. Mas como já tinha percebido na casa "antiga", isso não funciona muito bem. Se precisar ficar mexendo nos espelhos, o tijolo esfarela onde fica a bucha, vai soltando tudo, enfim...não é legal. Conduíte também resolvi usar por uma questão de organização e segurança. Anti-chama, impede a umidade de ficar em contato com os fios, é alguma barreira (alerta) contra uma furadeira inconsequente...não será esse custo que vai tornar minha obra inviável.

Resultados em ordem cronológica:

09/06/2013













Dia 15/06, chegamos as citadas caixinhas:

15/06/2013





As caixinhas no detalhe: foi cortado o fundo delas para ser mais fácil chegar no conduíte. Foram coladas com cola branca PVA no tijolo, para não ficarem soltas. Se soltarem algum dia, uso uma cola mais forte.

 Dessa etapa em diante a evolução é muito grande e isso gera uma empolgação bacana. Tirando as tensões que não cessam, é para mim a parte mais gostosa até agora. No próximo post ilustrarei as obrigações da alvenaria estrutural.







Ei! Já viu os marcadores de temas na lateral direita do Blog? Com eles você filtra os posts pelos seus temas! Um dos marcadores é o Alvenaria, confira: http://www.tijolosolocimento.com.br/search/label/Alvenaria




7 comentários:

  1. Muito bom mesmo! Sensacional! Estou fazendo uma casa Geminada Com o mesmo Tijolo também, sobre Radier, Gostaria de falar mais com você a respeito dos projetos, tenho muito interesse em trocar experiencias do produto! Parabéns pelo Blog. A execução da Obra esta Muito acima do que eu tenho visto na NET.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Marco, bom dia. Obrigado! Eu fui atrás de várias obras para acompanhar o trabalho dos fornecedores que estive em contato antes de começar e encontrei qualidade diversa de MO e tijolo. Como já tinha a casa "antiga" construída com um bom padrão de qualidade, sabia que era possível resultados melhores do que muitas das obras que vi. Estou satisfeito por enquanto com os resultados.
      Fique a vontade para tirar suas dúvidas, compartilhar conhecimento, pode ser pelos comentários aqui ou pelo e-mail, como quiser.
      Abraço.

      Excluir
  2. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  3. Olá bom dia eu gosto desse tijolo ecológico mais tem algum tipo de problema que ninguém fala ? Eu estou vendendo um terreno para construir em são roque SP quero saber se 150mt vou gastar muito, sendo trés ambientes em um só local sala , sala de estar cozinha e area gurme , do lado os 3 quartos + lavanderia e garagem ,quero tudo o mais rustico possível como o chão será cimento queimado só na cozinha e nos banheiros que vão pisos e azulejos , pode me passar alguma esperiencia ? Obrigado

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá colega, as preocupações com esse tijolo são mão de obra especializada, um projeto modular prévio bem feito e completo, devida preocupação com impermeabilização e que a economia está muito ligada com o padrão de acabamento que será adotado.

      Veja meu post sobre algumas desvantagens que vejo nesse método: http://www.tijolosolocimento.com.br/2014/11/as-desvantagens.html

      Excluir
  4. Olá amigo, gostei do projeto é o quanto de ter ficado bonito o resultado final. Gostaria de mais informações daí qual seu e-mail por favor.

    Abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá amigo, pode me escrever através do solocimentocps@gmail.com. Obrigado.

      Excluir